Pessuti toma posse no cargo de governador e diz que vai dar sequência aos programas de Requião

Em solenidade realizada na Assembléia Legislativa do Paraná, o vice-governador Orlando Pessuti tomou posse no cargo de Governador do Estado. Na foto Orlando e Regina Pessuti com os filhos e noras.-. Foto Carlos Antonio Soares / AENotcias.

O vice-governador Orlando Pessuti tomou posse, no início da noite desta quinta-feira (1º), no cargo de governador do Estado do Paraná. Em seu discurso na cerimônia realizada na Assembleia Legislativa, Pessuti reafirmou o compromisso com a continuidade dos programas e ações desenvolvidos nos últimos sete anos e três meses, durante a gestão de Roberto Requião. O novo governador relembrou ainda sua trajetória política e de vida – de homem simples do campo a, agora, chefe do Executivo estadual. 

“Vocês paranaenses tenham certeza absoluta de que o desenvolvimento do estado irá seguir em frente na busca do amanhã, com todos os projetos e realizações tanto almejados pelo nosso povo e que estão sendo desenvolvidos e incrementados”, assegurou. O novo governador destacou o legado deixado por Roberto Requião: “o governo administrado por Requião gerencia com determinação e coragem esse novo tempo, que é de reconstrução. O Paraná é dirigido por mãos competentes e os resultados estão aí.” 

BASE - Pessuti ressaltou que tudo o que foi feito “até agora” representa base fundamental para a sua gestão que começa nesta quinta. “Isto é o novo, o que teve início quando começamos nossa jornada em 2003: quebrando o paradigma do Estado-mínimo, trazendo a todos um Estado grandioso, forte e suficiente, com as empresas públicas recuperadas, elas que estavam ameaçadas pelas privatizações obscuras e negócios escusos.” 

Os investimentos em saúde e educação do atual governo também mereceram destaque na fala de Pessuti. Os 44 hospitais novos; a implantação de 340 clínicas da saúde e da mulher em todo o estado; e o aumento para 30% do orçamento dos investimentos em educação foram exemplos citados pelo novo governador, que também enumerou ações em segurança pública e em saneamento básico. “No saneamento, nas maiores cidades nós já temos índices iguais ou superiores aos de primeiro mundo. Os investimentos em saneamento são investimentos em saúde.” 

TRAJETÓRIA - Orlando Pessuti encerrou seu discurso relembrando passagens de sua vida pública. Falou da sua luta contra a ditadura e pelas “Diretas Já”; da primeira eleição para deputado estadual, em 1982, até a eleição como vice-governador em 2002 e em 2006. “Nada até agora foi fácil; tudo teve sua dose de sacrifícios desde o início de minha carreira política quando vim para Curitiba e me tornei presidente da Casa do Estudante Universitário, onde defendi, com vigor da minha juventude, a bandeira estudantil.” 

Essa trajetória, observou, serviu de preparação para que agora assuma o cargo máximo do Governo do Paraná. “Sinto na pele e na alma o desejo de servi-los, com toda a minha força e meu coração, sempre dialogando e ouvindo o meu povo do Paraná. E não será o exercício do poder que me fará distanciar dos valores e princípios de humildade, simplicidade, religiosidade e amizade. Se não for para governar para o povo, para mim não teria o menor sentido”, finalizou.
Compartilhe no Google Plus

Publicidade