DIRETORES DAS COMUNIDADES JUDAICAS DA AMÉRICA DO SUL SE REUNIRAM EM BUENOS AIRES, CONVIDADOS PELO CJL

Foi realizado na sede do Congresso Judaico Latino-Americano (CJL) em Buenos Aires, um encontro de diretores executivos das comunidades judaicas da América do Sul.
A convite do CJL, participaram do encontro representantes das comunidades da Argentina, Brasil, Chile, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.
Na ocasião,  um dos principais temas abordados foi a intensa campanha de deslegitimação que sofre Israel, o antissemitismo na região -especialmente na Internet- e a necessidade de integrar mais países latino-americanos a International Task Force sobre o Holocausto.
Durante a primeira jornada, os participantes compartilharam suas experiências em torno do diálogo inter-religioso, antissemitismo e políticas gerais que existem em cada um dos países e participaram de um painel coordenado pelo analista Carlos Escude sobre a  campanha de deslegitimação que sofre o Estado de Israel, tema dominante na agenda dos países presentes.
Nos encontros subsequentes, o CJL,  anfitrião da Convenção, expôs os projetos em desenvolvimento como a investigação do antissemitismo na Web, que teve início em março deste ano e o Encontro de Parlamentares Latino-Americanos na Argentina, que terá lugar nos próximos dias 15 e 16 de julho.
Ao término do encontro, o presidente da Junta Diretiva do Congresso Judaico Mundial, Eduardo Elsztain, almoçou com os participantes, oportunidade em que compartilharam experiências e opiniões em relação a como melhorar a direção das comunidades judaicas.

Sebastián Medina (Equador), Elizabeth Vexelman (Peru), Jacqueline Flugelman (Venezuela), Gabriela Fridmanas (Uruguai), Claudio Epelman (CJL), Ricardo Berkiensztat (Brasil), Mariano Mirelman (Paraguai) e Marcelo Isaacson (Chile) foram os participantes dessa reunião.
Compartilhe no Google Plus

Publicidade