Porto de Paranaguá inaugura painéis em homenagem ao artista Emir Roth

Porto de Paranaguá inaugura painéis sobre Emir Roth. Foto:Rodrigo Leal /APPA
Familiares do artista plástico parnanguara Emir Roth participaram de uma homenagem ao artista realizada na sede do Porto de Paranaguá. Roth é autor do painel que circunda o auditório do Palácio Taguaré e que, em cerca de 100 metros quadrados de obra, conta a história do Porto e da cidade de Paranaguá.

“Recebemos visitantes o ano inteiro aqui no porto e este mural sempre desperta a curiosidade de quem nos visita pela beleza singular que possui. Ao inaugurarmos estes murais que contam um pouco quem foi este importante artista e como sua obra foi realizada, estamos prestando uma homenagem a ele”, disse o superintendente Mario Lobo Filho. 

Durante a cerimônia, foram inaugurados dois murais que relatam a biografia de Emir Roth e também contam o processo de criação do mural. Para contar a história, dois funcionários do Porto foram convidados a escrever os textos. Dartagnan Gonçalves Lagos, também artista plástico e parceiro de Emir Roth, relatou o processo de criação do painel. Celso Luck, cineasta e fotógrafo, fez a biografia do artista.

O professor e historiador Florindo Wistuba Junior foi convidado a contar a história do Palácio Taguaré – sede do Porto de Paranaguá – e também a história do ex-superintendente Luiz Antônio Amatuzzi de Pinho, que dirigiu os Portos do Paraná entre os anos de 1977 e 1983 e que dá nome ao edifício. Para Wistura Junior, os novos murais serão úteis tanto para visitantes quanto para os próprios funcionários do porto “Com estes materiais, recuperamos um período da nossa história muitas vezes desconhecido por pessoas que trabalham aqui”, disse. 
 Foto:Rodrigo Leal /APPA
Um dos filhos de Emir Roth, Athos Roth, sentiu-se emocionado com a homenagem 
Os filhos de Emir Roth, Sandro e Athos, disseram-se emocionados com a homenagem. “Eu fiz a escola de arquitetura e sempre esta obra do meu pai é usada como exemplo de uma das principais do gênero. Ela sempre foi marcante em nossas vidas e estes murais explicativos são fundamentais para que quem visita a sede do porto possa conhecer melhor o artista”, disse Athos. “Fico muito feliz com esta homenagem e principalmente com as pessoas escolhidas para escrever estes textos que conhecem muito bem a obra do meu pai”, conta Sandro.

OBRA – O painel pintado por Emir Roth levou cerca de três anos para ser concluído. Ele foi inaugurado em 6 de outubro de 1978 e é considerado uma das mais importantes obras produzidas por artistas paranaenses, além de ser um dos maiores murais internos existentes no Brasil. 

Segundo um dos filhos de Emir Roth, Sandro Roth, a obra é citada como exemplo de uma das principais do gênero na escola de arquitetura . Foto:Rodrigo Leal /APPA
Sandro Roth


Nascido em maio de 1940, Emir Roth inicou no mundo das artes através da xilogravura, mas foi como pintor e muralista que se consolidou artisticamente. Paranaguá sempre foi a grande inspiração para seus trabalhos que já foram expostos e fazem parte de coleções particulares no Japão, Estados Unidos, Dinamarca, Hungria, Portugal, Argentina, Canadá e Itália. Roth faleceu precocemente aos 48 anos de idade, em 1988.


Durante a cerimônia, foram inaugurados dois murais que relatam a biografia de Emir Roth e também contam o processo de criação do mural. Para contar a história, dois funcionários do Porto foram convidados a escrever os textos. Foto:Rodrigo Leal /APPA  

Compartilhe no Google Plus