Público feminino lidera pesquisa de opinião realizada pelo Teatro Guaíra

Uma pesquisa realizada pelo Centro Cultural Teatro Guaíra demonstrou que o público feminino está mais atento aos acontecimentos culturais da cidade. Duas mil pessoas participaram da pesquisa, que foi enviada através de e-mails cadastrados e provou que a maioria gosta de ir ao teatro nos momentos de lazer.

A faixa etária que mais participou da pesquisa está entre os 25 e 35 anos, de ambos os sexos, mas as mulheres tiveram maior participação.

Um dos itens abordados foi a categoria de descontos utilizados para os espetáculos apresentados nos quatro auditórios do Teatro Guaíra e o Cartão Teatro Guaíra e a Carteirinha de estudantes lideram a pesquisa.

A Orquestra Sinfônica do Paraná obteve o maior número de votos de melhor espetáculo produzido pela casa. Já dos espetáculos externos o Balé Nacional da China, que trouxe ao palco do Guairão em 2010 o show Lanternas Vermelhas, foi o mais votado.

Dos espetáculos pesquisados, os 25% mais votados também foram os produzidos pelo Teatro Guaíra, entre eles os balés Romeu e Julieta, O Quebra-Nozes, apresentados pelo Balé Teatro Guaíra e Orquestra Sinfônica do Paraná e a Ópera Carmem. Também foram bem lembrados as produções externas como o show do cantor Daniel, Tangos e Tragédias e Almir Sater.

Quando perguntado sobre a categoria de espetáculos, os shows obtiveram maior destaque. Quanto à preferência musical, a música clássica foi a mais votada tanto pelo público feminino como o masculino.

Segundo Walter Gonçalves, diretor administrativo e financeiro do Teatro Guaíra, essa pesquisa é um valioso instrumento para direcionar a programação e também serve como apoio aos produtores que fazem uso dos auditórios para as suas apresentações.

Hoje existem aproximadamente 30 mil pessoas com e-mails cadastrados e que recebem toda programação do Teatro Guaíra através da “mala direta”. Além deste, o site também tem uma visitação bastante significativa.

“Esses recursos utilizados na divulgação da programação do Teatro permitiram a substituição da antiga revista impressa, que encontrava dificuldade de atualização. Essa estratégia encontrou respaldo na preocupação com a ecologia, isto é, não utilizamos mais o papel, matéria-prima da revista e contribuímos na defesa do meio ambiente. Dessa forma o trabalho tornou-se mais ágil facilitando o acesso e a rápida atualização e até a participação do público”, diz Walter Gonçalves.

Tombado pelo Patrimônio Histórico, em 2003, o edifício do Centro Cultural Teatro Guaíra, criado há mais de 50 anos pelo arquiteto Rubens Meister, é referência nacional.

Localizado no coração da capital paranaense, sua história remonta aos meados do século XIX, com a criação do Theatro São Theodoro, do qual se originou (localizado na Rua Nova (hoje Rua Dr. Muricy, onde se encontra a Biblioteca Pública do Paraná).

Com um complexo que ocupa uma quadra inteira, o Teatro Guaíra possui 3 auditórios, o Bento Munhoz da Rocha Neto (Guairão), Salvador de Ferrante (Guairinha), Glauco Flores de Sá Brito (Mini) e ainda o Teatro José Maria Santos, antigo “Teatro da Classe”, o único auditório localizado fora do complexo na Praça Santos Andrade, incorporado a partir de 1998.

A arquitetura e a história do Teatro Guaíra chama a atenção de milhares de turistas, pesquisadores e estudantes, que diariamente agendam visitas através do Departamento de Preservação e Memória.

Em 2010 mais de mil visitantes conheceram os bastidores do Teatro Guaíra. São pessoas que chegam à Curitiba de vária cidades brasileiras e diversos cantos do mundo, como Itália, Uruguai, Colômbia, França, Inglaterra, Argentina, China, Chile, Portugal, Espanha, Alemanha, Estado Unidos

Além destas visitas, os auditórios recebem anualmente inúmeras espectadores para assistir os espetáculos produzidos pela casa ou de produções externas.

Este ano 98 mil pessoas marcaram presença nas apresentações do Balé Teatro Guaíra, Orquestra Sinfônica do Paraná, Guaíra 2 Cia de Dança e também no Teatro Para o Povo, projeto realizado todo o último domingo do mês trazendo espetáculos gratuitos para a população.

O número de apresentações totalizam 708, nos quatro auditórios do Teatro Guaíra, entre espetáculos artísticos e não artísticos, com público de 338 mil pessoas.

Dos espetáculos produzidos pelo Centro Cultural Teatro Guaíra destacam-se: “A Lenda das Cataratas do Iguaçu”, “O Segundo Sopro, “Romeu” e Julieta”, e “O Quebra Nozes”, entre outros que fazem parte do repertório do Balé Teatro Guaíra, apresentados também nas cidades de União da Vitória, Francisco Beltrão, Campo Mourão, Jacarezinho, Apucarana, Ponta Grossa e Petrópolis (Rio de Janeiro).

Do Guaíra 2 Cia de Dança, “Portfólio”, comemorou os 10 anos anos de existência do grupo reunindo trechos de todos as coreografias criadas pela Companhia. Também foi a apresentado em Paranaguá, Araucária, Cascavel e União da Vitória.

A Orquestra Sinfônica do Paraná realizou inúmeras apresentações com o mais variado repertório descentralizando seus trabalhos para cidades como Castro, Tibagi, Antonina, Matinhos, Mandirituba, Ponta Grossa, Paranaguá, Guarapuava, Maringá, Londrina, Apucarana, União da Vitória e Irati.

A Escola de Dança Teatro Guaíra, referência internacional na área de dança, com inúmeros prêmios acumulados por seus alunos em Festivais Nacionais e Internacionais, destacou-se em 2010 no 28º Festival de Joinville (Santa Catarina), um dos maiores e mais importantes do país, e no Festival Nacional de Dança de Brasília.

E para encerrar suas atividades do ano, apresentou no Guairinha o espetáculo “Alma de Artista – Um Homem À Frente de Seu Tempo”, que prestou uma homenagem ao coreógrafo português, Carlos Trincheiras. Renome internacional, que foi o diretor do Balé Teatro Guaíra de 1979 à 1983. As coreografias mostraram trechos de trabalhos criados por por ele durante este período.

Outro Projeto importante realizado anualmente pelo Teatro Guaíra é a tradicional festa da premiação aos “Melhores do Teatro Parananense, com a entrega do Troféu Gralha Azul, que completou sua 31º edição.

Em 2010 foram realizadas duas edições, uma em março para premiar artistas que brilharam no ano de 2009 e outra em dezembro premiando 14 categorias dos destaques deste ano.
Compartilhe no Google Plus