Museus oferecem opções culturais no período das férias escolares

Durante o período de férias escolares, os museus da Secretaria de Estado da Cultura estão abertos com uma agenda de exposições preparada para agradar aos gostos mais variados. A Casa Andrade Muricy recebe a exposição Sinopse, de Gerhard Richter, um dos artistas alemães mais conhecidos internacionalmente. A mostra fica em cartaz até o dia 27 de fevereiro e a entrada é gratuita.

A exposição individual de Richter apresenta 27 trabalhos representativos, selecionados pelo próprio artista. A mostra reúne desde os trabalhos de fotografia-pintura dos anos 60 até as pinturas abstratas dos anos 80 e 90. Também faz parte da temática do artista a história contemporânea da Alemanha.

Nascido em 1932, Gerhard Richter é um dos pintores de maior sucesso na atualidade. Pinturas a partir de fotografias e colagens de recortes de jornais e fotos são algumas de suas marcas registradas. O pintor é considerado por críticos de arte o "Picasso do século XXI". Suas obras se encontram nos museus mais importantes do mundo e trabalhos com sua assinatura alcançam preços recordes no mercado de arte. A revista Capital posiciona Richter, em sua "bússola da arte", no topo dos artistas vivos.

Autorretrato - Também na Casa Andrade Muricy está em cartaz a exposição Autorretrato, que conta com 111 artistas apresentando seus autorretratos em xilogravura. A mostra fica em cartaz até o dia 27 de fevereiro e têm entrada gratuita.

Buscando resgatar as tradições da xilogravura, Andréia Las, orientadora das oficinas de gravura do Museu da Gravura Cidade de Curitiba, convidou diversos artistas para que fizessem um autorretrato, originando a exposição. As obras inéditas foram produzidas nos dois últimos anos.

A idealizadora também explica o tema escolhido: ”É um desafio para o artista se olhar e fazer um autorretrato em xilogravura”, comenta. Na exposição é possível conhecer melhor alguns artistas locais, entre eles José Roberto da Silva, Elvo Benito Damo, João Osório Brzezinski, Alex Cabral, Maikel da Maia, Dulce Osinski, Rimon Guimarães, Juliane Fuganti, Glauco Menta, Guita Soifer, Eliane Prolik, Alfi Vivern.

Dos Regionais ao Jazz-Bands - No Museu Paranaense acontece a exposição Dos Regionais ao Jazz-Bands: Curitiba primeira metade do século XX, um registro documental da vida e obra de artistas e músicos curitibanos que viveram o período de transformação ocorrido nos grandes centros urbanos, quando os agrupamentos musicais passaram da formação de regionais para a de jazz-band. A exposição fica em cartaz até a primeira semana de fevereiro e a entrada é franca.

A mostra retrata a música popular curitibana, onde acervos musicais foram reunidos, organizados e documentados, representando uma parte das expressões que atuaram na cidade. A fotografia, instrumentos musicais, aparelhos de reprodução sonora e partituras são indispensáveis para entender esses momentos.

Foram pesquisados materiais referentes aos acervos do maestro Antonio Melillo, Curityba Jazz-band; do maestro Luis Eulógio Zilli, Regional dos Irmãos Otto; Ideal Jazz-band, do maestro José da Cruz; Oriente Jazz-band; Tupynamba Jazz-band, de Estefhano João Giller. Objetos do acervo do Museu Paranaense complementam a exposição.

Serviço:

Exposições Sinopse (Gerhard Richter) e Autorretrato (coletiva) na Casa Andrade Muricy (Al. Dr. Muricy, 915).

Horário: de terça a sexta-feira, das 10 às 19 horas; sábado e domingo, das 10 às 16 horas

Agendamento de visitas mediadas: (41) 3321-4819

As mostras permanecem até o 27 de fevereiro de 2011, com entrada franca

Exposição Dos Regionais ao Jazz-Bands: Curitiba primeira metade do século XX. Mostra de objetos, instrumentos e partituras, no Museu Paranaense (Rua Kellers, 289).

Horário: de terça a sexta-feira, das 9h30 às 17h30. Sábados, domingos e feriados das 11 às 15 horas

Informações: (41)3304-3300

A mostra permanece aberta até a primeira semana de fevereiro de 2011. Entrada gratuita.
Compartilhe no Google Plus