Filme de Tom Cruise lidera bilheterias em fim de ano fraco


Por Lisa Richwine

O ator Tom Cruise posa no tapete vermelho
em pré-estreia do filme "Missão: Impossível 4
Foto: REUTERS/Sergio Moraes
LOS ANGELES (Reuters) - "Missão: Impossível 4 - Protocolo Fantasma", estrelado por Tom Cruise, manteve a liderança nas bilheterias dos Estados Unidos e Canadá no fim de semana do ano-novo, encerrando um ano ruim para os exibidores da América do Norte.

O público nos cinemas dos EUA e do Canadá em 2011 foi o menor desde 1995, e o faturamento também caiu em relação a 2010.


O derradeiro fim de semana do ano não trouxe mudanças em relação aos filmes que já lideravam a lista no feriado de Natal. "Sherlock Holmes 2 - O Jogo das Sombras" e "Alvin e os Esquilos 3" continuaram respectivamente em segundo e terceiro lugares.

Entre sexta-feira e segunda-feira, "Protocolo Fantasma" arrecadou 38,3 milhões de dólares nas bilheterias da América do Norte, segundo a distribuidora Paramount.

Cruise, de 49 anos, aparece no filme interpretando o agente Ethan Hunt e se pendurando no prédio mais alto do mundo -sem dublê. A aventura já faturou 366,5 milhões de dólares no mercado global, sendo 225,3 milhões fora dos EUA e Canadá. Essas cifras reafirmam Cruise como uma grande atração para as plateias globais e selam um ano positivo para a distribuidora Paramount.

Impulsionada pelo terceiro episódio de "Transformers", a Paramount somou quase 5,2 bilhões de dólares faturados por seus filmes nas bilheterias do mundo todo -sendo 2 bilhões no mercado dos EUA e Canadá, e o restante nos demais países.

O fim de semana festivo não teve lançamentos nacionais de novos filmes nos EUA. "Jogo de Sombras" faturou 26,5 milhões de dólares entre sexta e segunda-feira, e "Alvin e os Esquilos" somou 21 milhões.

"Cavalo de Guerra", filme familiar de Steven Spielberg, ficou em quarto lugar, com 19,2 milhões de dólares. "Millenium - Os Homens que Não Amavam as Mulheres" ficou em quinto, com 19 milhões de dólares.

"A Dama de Ferro", elogiado retrato da ex-primeira-ministra britânica Margaret Thatcher, interpretada por Meryl Streep, estreou em apenas quatro salas, com 280.409 dólares arrecadados -o que significa 70,1 mil dólares por cópia, quase o triplo do segundo colocado nesse quesito.

A venda de ingressos para todos os filmes no fim de semana foi 10 por cento superior ao do fim de semana equivalente em 2010, mas isso não bastou para "salvar" o ano recém-encerrado.

O faturamento dos cinemas dos EUA e Canadá fechou 2011 em 10,2 bilhões de dólares, queda de 3,4 por cento em relação ao ano anterior, segundo a empresa Hollywood.com. O ano de 2010 também já havia tido resultado inferior ao de 2009.

E, num sinal preocupante para os estúdios e exibidores, a quantidade de espectadores também teve uma queda de 4,2 por cento, ficando em 1,3 bilhão de ingressos vendidos, pior resultado desde 1995.

Geralmente, analistas estabelecem uma relação entre os resultados das bilheterias e a qualidade dos filmes exibidos, mas desta vez executivos do setor dizem que o problema é causado pela crise econômica e pela concorrência com outras mídias -videogames, celulares e redes sociais, por exemplo.
Compartilhe no Google Plus