Impressora 3D produz remédios


A impressora 3D é capaz de produzir
medicamentos sob medida para pacientes
O boletim Click desta semana apresenta as novas impressoras 3D que podem ser usadas até para criar remédios.

Cientistas da universidade de Glasgow já usam os equipamentos para criar drogas e compostos químicos.

A máquina opera uma seringa controlada roboticamente que constrói objetos a partir de um gel, ao qual são misturados produtos químicos e catalizadores.

A Microsoft anunciou que o seu novo sistema operacional, o Windows 8, vai ter quatro versões diferentes.

Com a medida, a empresa reduziu drasticamente o número de opções disponíveis atualmente com o Windows 7.

O programa iPilot foi criado para ajudar as pessoas a superar o medo de voar.

O simulador permite que o usuário se sente ao lado de um piloto profissional na vida real durante a decolagem e o pouso em mais de 24 mil aeroportos simulados.

Depois de levantar US$ 100 mil no site Kickstarter para fabricar alguns milhares de relógios Pebble Smart, a empresa Alerta já faturou mais de US$ 3 milhões no primeiro mês de vendas.

O Pebble é fino, à prova d'água e arranhões e tem tela de e-paper. A bateria dura uma semana e pode ser recarregada por uma conexão de USB.

Ele se integra a iPhones e celulares com Android, que pode criar alarmes personalizados para emails mensagens e outras notificações.

A empresa diz ainda que o relógio pode interagir também com apps para ciclismo, golfe ou corrida.
Compartilhe no Google Plus