Escola de Governo celebra abolição da escravatura

Claudia Prati (Foto: Julio Covello -AENotícias)

O Governo do Estado dedicou a Escola de Governo desta terça-feira (18) aos 122 anos da abolição da escravatura no Brasil, comemorados no dia 13 de maio. Um grupo de músicos interpretou três canções da cultura afro-brasileira, e a dupla Ronald Pinheiro e Claudia Prati fez uma performance com o tema liberdade, com textos de Cecília Meirelles, Chico Buarque e Clarice Lispector e música de Ary Barroso. 

“Celebramos a liberdade. Quando celebramos a Lei Áurea não estamos fazendo nada mais que a obrigação de todos nós, que queremos a construção social nos princípios democráticos, da cidadania e da inclusão”, afirmou o governador Orlando Pessuti. 

Pessuti destacou a participação dos negros nos Governo Estadual e lembrou da engenheira negra Enedina Marques, que trabalhou na Copel, e de João Pamphilo Velloso d´Assumpção, advogado e professor que participou da fundação da primeira faculdade de Direito do estado, do Instituto dos Advogados do Paraná e da fundação da Ordem do Advogados do Brasil - Seção Paraná, na década de 1910. “Nós, brasileiros, estamos nos construindo, através dessa magnífica mistura que é a nossa nação brasileira.” 

Os músicos que se apresentaram na Escola de Governo foram Julião Boêmio, Vinícius Chamorro, Marcio Mania, Xande da Cuíca, Nego Xande, Ciro Morais, Léo Fé, Janine e Carla. 

Depois da Escola de Governo, o governador almoçou, no Palácio das Araucárias, com cerca de 50 representantes de entidades, associações e movimentos negros. Pessuti reforçou as políticas que o Governo do Paraná desenvolve especificamente com as comunidades negras no Paraná. 

“Estou muito feliz em poder comemorar esta data com importantes representatividades do nosso Estado e reafirmo o compromisso que temos, desde 2003, de continuar a desenvolver políticas públicas que venham de acordo com os interesses dessas comunidades”, disse Pessuti. 

O presidente da Ong Ibaf (Instituto Brasil-África), Saul Dorval da Silva, entregou ao governador o projeto para a ampliação do sistema de cotas nas universidades estaduais. O sistema já existe nas de Londrina e de Ponta Grossa. “O Paraná é o único Estado que desenvolve políticas públicas destinadas exclusivamente as comunidades negras, mas queremos ampliar esses projetos para que mais pessoas sejam atendidas e beneficiadas”, afirmou Saul.




Claudia Prati. (Foto: JulioCovello-AENotícias)

Ronald Pinheiro. (Foto Julio Covello- AENotícias)


A dupla Ronald Pinheiro e Claudia Prati fez uma performance com o tema liberdade, com textos de Cecília Meirelles, Chico Buarque e Clarice Lispector e música de Ary Barroso. 
Foto Julio Covello-AENotícias

O grupo musical interpretou sambas de origem afro. Foto Julio Covello- AENotícias

O escritor João Carlos de Freitas, o livro sobre suas pesquisas da Escola de Samba Colorado, em comemoração ao 13 de maio. Foto: Arnaldo Alves / AENotícias.

O secretário de Assuntos Estratégicos Nizan Pereira, fala durante o almoço, oferecido pelo governador Orlando Pessuti, em comemoração ao 13 de maio. Foto: Arnaldo Alves / AENotícias.

O presidente do Instituto Brasil e Africa Saul Dorval da Silva, entrega ao governador Orlando Pessuti, projeto para ampliação de cotas nas Universidades Estaduais, durante almoço, emcomemoração ao 13 de maio. Foto: Arnaldo Alves / AENotícias.




Compartilhe no Google Plus

Publicidade