Solo de Violão abre Escola de Governo

Fotos: Julio Cevello
Governador Orlando Pessuti e Romano Nunes
O violonista paranaense Romano Nunes abriu a Escola de Governo desta terça-feira (21), no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba, tocando “Abismo de Rosas” – de Américo Jeacomini e Canhoto -, e duas composições próprias “Fronteira” e “Tomaz Alvarez”. Cabelo, como é nacionalmente conhecido, nasceu em Carlópolis, mas cresceu em Jacarezinho onde iniciou sua trajetória musical.

Em 1967 se mudou para Curitiba, onde amadureceu musicalmente compondo e integrando uma orquestra. Mais tarde, em São Paulo participou de programas de televisão e atuou como produtor e diretor artístico de vários artistas. O violonista está lançando seu último CD “Minhas Influencias”, com composições próprias, choros, jazz e Música Popular Brasileira.

Depois de aplaudir a apresentação do violonista, o governador Orlando Pessuti agradeceu a presença do deputado nacional do Paraguai, Ariel Oviedo, filho do ex-presidente Lino Oviedo. “Sua presença é mais uma manifestação da amizade e parceria do povo do Paraguai com o povo do Paraná”, disse o governador.
 
Ao lembrar que a Escola de Governo é um espaço de promoção das ações de governo, Pessuti pediu para que todos os secretários de Estado percorram o interior do Estado. “No vídeo do nosso encontro semanal mostramos os avanços desses cinco meses e meio de governo. Por isso visitem as obras, participem de inaugurações para levarmos ao conhecimento de todos o que o conjunto do governo está fazendo”, pediu o governador.
Compartilhe no Google Plus

Publicidade