Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves é inaugurada em BH


A mais recente obra de Oscar Niemeyer, um complexo administrativo de 804 mil metros quadrados e que conta com cinco imponentes edifícios, no qual trabalharão 16 mil funcionários, foi inaugurada nesta quinta-feira (4) em Belo Horizonte, dois meses antes do 50º aniversário da inauguração de Brasília. 

A Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves abrigará a sede do governo do estado de Minas Gerais e de 16 secretarias regionais. 

Com as inconfundíveis curvas de concreto armado, a obra é considerada uma das mais ousadas de Niemeyer, e um verdadeiro desafio para a engenharia. 

Uma de suas principais edificações é o Palácio Tiradentes, onde fica o novo gabinete do governador. O prédio, suspenso por mais de mil cabos de aço, tem 26 metros de largura e 147 metros de comprimento de espaço entre a construção e o solo. 

O complexo inclui ainda dois edifícios idênticos - o "Minas" e o "Gerais" -, um centro de convivência em formato redondo que conta com lojas, restaurantes e bancos, e um auditório em forma côncava com capacidade para 490 pessoas.

O conjunto de edificações, passarelas, lagos artificiais, jardins e estacionamento para cinco mil veículos foi encomendado pelo governador de Minas Gerais, Aécio Neves, neto de Tancredo.

Complexo é obra do arquiteto Oscar Niemeyer (Foto: Pedro Vilela/Agência Estado)


Niemeyer, discípulo de Le Corbusier, já havia projetado outro famoso complexo na capital mineira, inaugurado em 1943 ao redor da lagoa da Pampulha e que inclui um museu (antigamente cassino), um salão de baile, um clube e a igreja de São Francisco de Assis. 


Com esta obra nasceu a fama de Niemeyer como ícone da arquitetura moderna, já como mestre da manipulação do concreto armado e das curvas, e sua projeção internacional. 

Satisfeito com o trabalho de seu já declarado amigo, o então governador do Estado, Juscelino Kubitschek, o contratou depois, quando assumiu a presidência, para projetar as principais edificações de Brasília, como o Palácio do Planalto, o Palácio da Alvorada, a sede do Congresso e a catedral de Brasília. 

A Cidade Administrativa teve um custo de R$ 1,2 bilhão e sua inauguração atraiu políticos como o governador de São Paulo, José Serra, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o ex-ministro e deputado federal Ciro Gomes, entre outras personalidades. 

O grande ausente na inauguração foi justamente Niemeyer, de 102 anos e que nos últimos meses passou por vários problemas de saúde.
Compartilhe no Google Plus