Ministro Paulo Bernardo apresenta representação ao MPF contra Requião


Nesta sexta-feira (5) às 11 horas, o ministro do Planejamento Paulo
Bernardo tem audiência no Ministério Público Federal - Procuradoria da
República, em Curitiba, onde apresentará representação por conta das denúncias do governador Roberto Requião. Na representação, pedirá providências para esclarecer as denúncias feitas pelo governador, que tentam atingi-lo pessoalmente.
O ministro fará referência à denúncia de tentativa de superfaturamento de obra federal no Paraná, sobre uma suposta compra de rádio no interior do Estado e sobre insinuações do governador de que teria CDs com gravações que comprometeriam o ministro. Além da representação ao Ministério Público Federal, Paulo Bernardo também entrará com duas ações contra Roberto Requião. Uma agora, na área cível, e outra, de caráter criminal, depois de três de abril. A data para a ação criminal contra Requião deve-se à provável renúncia do governador, para concorrer às eleições de outubro. Assim, após a renúncia, ficaria sem o direito a foro privilegiado.
"Prefiro esperar, no caso da ação criminal, para que o futuro réu responda na condição de cidadão normal, sem poder esconder-se atrás da condição de governador", afirmou Paulo Bernardo, que estará à disposição da imprensa após a audiência. "Vou falar com quem estiver lá. Depois, não falarei mais. Isso será tarefa dos advogados".
Compartilhe no Google Plus