Teatro Guaíra apresenta a tragédia grega Medeia


Fotos: Karin Van Der Brooke.

Estreia nesta quinta-feira (13) a peça “Medeia”, inspirada na tragédia grega escrita por Eurípedes, no ano 431 antes de Cristo, que retrata o perfil psicológico de uma mulher cheia de amor e ódio. A montagem tem o apoio do Centro Cultural Teatro Guaíra, sob a direção de Marcelo Marchioro, que volta ao palco após cinco anos do seu último trabalho, Pico na Veia, produzido pelo Teatro de Comédia do Paraná. A peça será exibida até sábado, às 21h, e domingo, às 19h, no Guairinha. Os ingressos custam R$ 20,00 com desconto de 50% para o Cartão do Teatro Guaíra. 

Nesta montagem o diretor optou por retirar as figuras masculinas e o coro. Os únicos personagens em cena são Medeia (Claudete Pereira Jorge) e sua ama (Helena Portela). Medeia é a esposa repudiada e estrangeira perseguida, que se rebela contra o mundo. Em uma crise de fúria, mata os filhos para se vingar do marido. 

A tragédia acontece em Corinto, cidade grega onde se refugiaram Medeia e seu marido Jasão, após terem fugido da Cólquida, cidade situada no oriente e considerada bárbara, em oposição aos gregos civilizados. Jasão deixa Medeia para se casar com a filha do rei de Corinto, Creontes. Sentindo-se abandonada, humilhada e ameaçada de ser expulsa da cidade, ela se vinga matando o rei, a princesa que roubou seu amado e seus próprios filhos. 

Ficha técnica: Texto inspirado na obra de Eurípedes. Direção de Marcelo Marchioro. Elenco: Claudete Pereira Jorge e Helena Portela. Assistente de Direção Cléber Braga. Trilha Original Troy Rossilho. Iluminação Erica Mitiko. Cenários e Figurinos Ricardo Garanhani. Produção NBP Produções.





Compartilhe no Google Plus