Gleisi Hoffmann é homenageada em aldeia indígena

A pré-candidata ao Senado, Gleisi Hoffmann, foi homenageada na aldeia urbana Kakané Porã durante o lançamento do filme “Quebrando o Silêncio”, produzido pela índia e jornalista Sandra Terena. O documentário apresenta histórias de sobreviventes do infanticídio indígena e de famílias que saíram das aldeias para salvar a vida de seus filhos.
Antes da apresentação do filme, realizada na noite de segunda-feira, no Caximba, bairro da região sul de CuritibaSandra Terena presenteou a pré-candidata com um colar caigangue. “É uma homenagem da guerreira indígena para a guerreira política”, justificou. Gleisi agradeceu a deferência e ressaltou a importância do trabalho produzido pela única jornalista indígena do Sul do Brasil. “Quando soube do documentário, vi que era uma grande oportunidade para fazermos um debate de maneira fraterna em defesa da vida”, ressaltou.  
Finalizado em 2009“Quebrando o Silêncio”é resultado de mais de três anos de pesquisa em conjunto com a ONG Atini – Voz pela Vida. Nos dias de hoje, o infanticídio (prática que resulta na morte de crianças) ainda é uma realidade em algumas tribos indígenas. Esse assunto, por ser polêmico, é contestado, e em alguns casos, tratado como inverdade ou apenas casos isolados. 
Em outras situações, há pesquisadores que defendem que o infanticídio faça parte da cultura indígena e por isso deve ser mantido. “Quebrando o Silêncio se propôs a escutar e a registrar as manifestações de indígenas que não querem mais praticar o infanticídio e, por isso, desejam ser ouvidos e receber ajuda. No momento que o índio se manifesta, a sociedade tem a obrigação de interagir com ele e trazer soluções e alternativas para o infanticídio”, explicou Sandra.
Além de Gleisi, representantes de diversas entidades assistiram a apresentação do vídeo, que tem duração de 34 minutos e está disponível na internet por meio do link:http://www.vimeo.com/channels/forlife.  

Assessoria de Imprensa. Foto: Elias Dias
Compartilhe no Google Plus