Reportagem de João de Bourbon 

O casal Fadel aceitou o desafio de
 transformar uma cidade fantasma
em um município próspero e ativo
O Falecimento

O falecimento no dia 15 de setembro de 2011, de Dona Dini de Moura Fadel, ex-primeira Dama de Ibaiti, município do Norte Pioneiro do Paraná, sendo vítima de pneumonia. Tendo seu velório ocorrido na Primeira Igreja Presbiteriana do Brasil,


seus familiares e amigos assim como toda a comunidade local, estiveram presentes para dar seu último adeus aquela que foi a grande precursora das ações sociais no município, quando teve participação ativa e decisiva na administração do então prefeito Roque Jorge Fadel.

A eleição para prefeito
Quando Roque Fadel assumiu a prefeitura de Ibaiti no ano 1996 o município passava por vários problemas, pois não contava com muitos recursos e a cidade estava completamente abandonada, e precisava de mudanças urgentes em todos os setores, pois tudo estava sucateado desde setores administrativo assim como a urbanização do município.

A cidade não contava mais com seus anos dourados, que tivera no passado.

O desafio
Nos seus oitos anos como primeira-dama
do município de Ibaiti ela desenvolveu um
grande trabalho, inserindo o cidadão em
condição humana dando-lhes exemplo
que tudo é possível.
O casal Fadel aceitou o desafio de transformar uma cidade fantasma em um município próspero e ativo, nos setores do comércio, indústria, agricultura e pecuária. Sendo um dos maiores desafio a geração de emprego, devido à grande migração de sua população indo para as grandes metrópoles em busca de trabalho, e melhor qualidade de vida.


Roque e Dini Fadel com o espírito empreendedor, e amor pela comunidade iniciaram a transformação tão esperada pelos seus munícipes.

O primeiro e segundo mandato
No primeiro mandato era evidente sua força política e administrativa, iniciando a urbanização das principais vias e adequando o município para receber novas indústrias e fortalecendo o setor cafeeiro, pecuário e agrícola.

Ibaiti começa a ter uma nova imagem, com suas ruas e praças vitalizadas. Os comerciantes iniciam as reformas necessárias em seus empreendimentos atendendo a um apelo do então prefeito Roque Fadel, para que todos contribuíssem da melhor forma possível modificando a aparências de suas lojas para atrair novos clientes, pois o progresso chegou.

O setor industrial teve seu grande início no segundo mandato da administração de Roque Fadel. A cidade estava estruturada para receber novas indústrias.

 Área Social
No final da gestão administrativa
de Roque e Dini Fadel em 2004,
Ibaiti volta a ser a Rainha das Colinas
o seu povo volta a entoar seu
Hino com maior vigor.
Dini Fadel teve um papel importante na história política e social do município. Sua missão era resgatar a dignidade do cidadão, precisava criar meios de garantir uma vida digna e justa para o povo, criar mecanismo que amparassem os que estavam desacreditados, dando lhes uma esperança, e nessa perspectiva levando-os a acreditar que com o trabalho e perseverança podem mudar nossa condição de vida. Esta era sua plataforma de trabalho.

Nos seus oitos anos como primeira-dama do município de Ibaiti ela desenvolveu um grande trabalho, inserindo o cidadão em condição humana dando-lhes exemplo que tudo é possível.

Melhorou a alimentação das escolas municipais e creches (Que hoje é chamado de Centro de Educação Infantil). Naqueles anos produziam em suas hortas alimentação básica e saudável, não criando despesas para o município.

Percorria todos os setores que estava sobre sua responsabilidade sanando da melhor forma possível os problemas encontrados, criando meios de transformá-los em oportunidade.

“Foram anos difíceis”, mas com resultados Surpreendentes.

A educação já dava sinais de melhora, a população encontrava no sorriso e atos de Dini Fadel a força para enfrentar o medo do amanhã, os que acreditavam que Ibaiti não tinha conserto agora viam no olhar do cidadão a esperança.

Dona Dini, esposa, mãe, avó, bisavó,
empresária de cunho e de perfil empreendedor,
 jamais deixou de cumprir o legado deixado por
seus pais, que são eles: “família e trabalho”.
Em sua gestão foram criados, postos avançados de formação de mão de obra especializada, nos  setores têxtil, calçados, marcenaria, confeitaria e outros. 
O “Natal solidário” quando criado por Dini Fadel envolvia toda a população, que contribuía com donativos a serem distribuídos aos menos favorecidos, tendo estes a oportunidade de ter no dia 25 de dezembro e primeiro de janeiro o motivo de sorrirem.

A campanha da páscoa está na memória de cada criança que hoje é jovem.

No Inverno a população se preparava para aquecer aqueles que não tinham condições de ter um agasalho ou um cobertor.

A primeira-dama Dini Fadel com sua equipe de voluntários ia às ruas e avenidas recolhendo os donativos que seriam doados a população carente.

No final da gestão administrativade Roque e Dini Fadel em 2004, Ibaiti volta a ser a Rainha das Colinas o seu povo volta a entoar seu Hino com maior vigor.

A cerimônia fúnebre
Por volta das 21h40min horas do dia 15 de Setembro de 2011, o corpo de Dona Dini de Moura Fadel chega a Primeira Igreja Presbiteriana do Brasil
AV. Dr. Fernandina do Amaral Gentille, Nº 475 – Centro Ibaiti/PR. 

“Adeus Minha querida eu te Amo”
 “E sempre vou te Amar”
Roque Jorge Fadel
 Ibaiti, 16 de Setembro de 2011

Dini de Moura Fadel (1939* 2011+)
A concentração de parentes e amigos é grande, onde a comoção toma conta de todos. O Esquife é aberto para que todos cumpram o sagrado dever de solidariedade, oferecendo conforto à família.

A madrugada chega: Roque Fadel, filhos e netos permanecem recebendo o conforto dos que chegam.

As pessoas que ali estavam passam a madrugada relembrando os feitos de Dini Fadel.

Nas primeiras horas da manhã o número de pessoas vai aumentando eles vêm dar seu último adeus a ex-primeira dama.

São autoridades, empresários e pessoas simples que um dia foi amparado por Dini ou simplesmente gozavam de sua amizade. Um slide é apresentado com diversas fotos onde foram relembrados os feitos desta grande personalidade.

A música sacra tocada em volume baixo dando um tom de nobreza e encanto, o semblante de Dini Fadel é o mais sereno como se estivesse em um sono tranquilo e cheio de paz,

Por que Jesus se referiu à morte como um "sono"? Porque ele sabia que é certo o que o salmista diz no Salmo 127:2, que "Ele dá aos seus amados o sono."

Em Mateus 5:8 Jesus diz: "Bem-aventurados os puros de coração, porque eles verão a Deus”. (Dini Fadel) adorme­ceu em paz com Deus.

O recinto já não cabe mais as pessoas que agora lota os corredores. Roque Fadel e família permaneceram noite e madrugada ao lado de sua amada, o sol já brilha saudando este dia 16 de setembro de 2011, Muitos destas pessoas ainda não querem acreditar que a amiga dos ibaitiense esta ali para o último adeus, as lagrimas correm nos olhos de adultos, jovens e crianças.

Já passam das 12h00min horas e continuam a chegar mais pessoas, cada uma delas tem uma história para contar e relembrar da ex-primeira Dama.

A presença dos pastores chama a atenção de todos que fazem silêncio para começar cerimônia fúnebre. “O ministro reconhece a soberania de Deus e pede a sua bênção sobre o culto que celebrará”. Dona Dini de Moura Fadel é lembrada na fala do ministro dos seus feitos entre a comunidade, palavras de conforto e dirigida à família e a todos os presentes.

Os pastores Ronaldo e Geraldo deixam suas mensagens de conforto, em seguida pastor Levy de Moura e também irmão de Dona Dini faz um discurso emocionado dirigido ao Sr. Roque Fadel.

O pastor Miguel Fadel, filho de dona Dini e Roque Fadel Fala sobre os planos que Deus tem para cada ser humano:- emociona quando dirige palavras de conforto ao pai, a irmã, cunhado, filhos e sobrinhos.

Reverendo Adeneir Pinheiro que é amigo da família desde longos anos deixa a mensagem de paz esperança, ressaltando a importância de dona Dini que foi em vida um orgulho para todos nós.

Durante a cerimônia e no encerramento foram cantadas diversas musicas sacra que dona Dini gostava.


Antes de fecharem o esquife os presentes deram o adeus a Amiga dona Dini de Moura Fadel, passando um a um dando as condolências a Família.


A Saída da Igreja
Saindo da igreja para o cemitério como de costume em Ibaiti, familiares e amigos seguem a pé acompanhando o carro funerário onde o esquife estava envolto com a Bandeira de Ibaiti.

Durante o trajeto a demonstração de carinho foi muito grande pela população os comerciantes fecharam suas portas em demonstração de carinho e respeito por Dini Fadel e Família.


Um Ato de demonstração de respeito e carinho
Um Ato que chamou a atenção quando o cortejo passou próximo ao Hospital Municipal Funcionários saíram até a esquina e em demonstração de respeito e carinho aplaudiram em forma de despedida a nossa querida e eterna ex-primeira dama Dini Fadel.


Chegada ao cemitério
Ao chegar ao cemitério Sr. Roque Fadel, os filhos, os netos, bisnetos, genro, nora, juntos com a multidão de muitos amigos conduziram até a sepultura o corpo de dona Dini Fadel, a Bandeira de Ibaiti foi retirada e dobrada carinhosamente por Dr. César de Mello e entregue a Roque Fadel.


A multidão de amigos aplaudiu como última despedida.


Em alto e de bom som Sr. Roque Fadel fez sua última despedida 

“Adeus Minha querida eu te Amo! E sempre vou te Amar”
Roque Jorge Fadel
Ibaiti, 16 de Setembro de 2011

Roque Jorge Fadel O homem que mudou o destino de seu município com honra e coragem.

Orgulhamo-nos dos teus feitos, que Deus e Nosso Senhor Jesus Cristo o conforte!


 



Compartilhe no Google Plus