Porto de Paranaguá recebe primeiro navio de cruzeiros da temporada


A chegada do navio de cruzeiros alemão Aida Cara ao Porto de Paranaguá movimentou o Litoral do Paraná nesta quinta-feira (17). Brindados com um dia ensolarado, quase todos os 1,4 mil passageiros de origem alemã, austríaca e suíça, além de parte da tripulação, aproveitaram para sair da embarcação, conhecer a cidade e passear pela região. A maioria preferiu passear pela área histórica de Paranaguá, mas a Ilha do Mel também foi um destino muito procurado. 


“Tivemos uma ótima impressão nesta primeira passagem por Paranaguá. Aqui não tem um terminal de passageiros, mas as condições de segurança e limpeza do cais são excelentes. Esperamos que esta seja a primeira de muitas passagens neste porto”, afirmou o capitão do navio, Thomas Mey, que recebeu os secretários de Turismo, Faisal Saleh, e de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, e o superintendente do Porto, Airton Vidal Maron. 



Faisal Saleh mostrou-se entusiasmado com a passagem do Aida Cara por Paranaguá e disse que este é o primeiro passo para uma grande mudança do perfil de toda a região litorânea, pela movimentação do comércio, do artesanato e da oferta de serviços ligados ao turismo. “Esta é a primeira grande conquista e vai nos ajudar a negociar em âmbito nacional. Vamos nos preparar cada vez melhor para receber esses visitantes estrangeiros e brasileiros”, disse Saleh. “Neste ano teremos paradas técnicas. Na próxima temporada teremos paradas regulares, como parte oficial dos roteiros, e vamos consolidar essa atividade no futuro, com um terminal de passageiros”, afirmou. 


Para o secretário estadual da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, a soma de esforços entre governo do estado, porto e prefeitura garantiu o sucesso da operação. “A estrutura hoje não é espetacular, mas funcionou muito bem”, disse Richa Filho. “Estamos construindo uma relação. Vamos aprender todos juntos, descobrir as demandas desses turistas e nos próximos encontros estaremos melhor preparados, oferecendo cada vez mais serviços de melhor qualidade”, afirmou o secretário. 

PROGRAMAÇÃO – O superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina, Airton Vidal Maron, disse que, mesmo sem ter uma estrutura específica, o porto oferece boas condições para receber os turistas e foi até elogiado. Para receber o navio de passageiros foi necessário alterar a programação dos navios de cargas e separar uma área do cais onde havia 500 veículos importados aguardando alfandegamento. 


“O esforço é recompensado, porque acreditamos na importância da atividade turística para a imagem do porto e para o desenvolvimento de Paranaguá e do Litoral”, disse Maron. 

O representante da Aida Cruises, empresa proprietária do navio, Feiz Taha, disse que o empenho do governo do Paraná foi fundamental para que o Aida Cara decidisse fazer quatro paradas técnicas em Paranaguá na temporada 2011-2012. “É uma primeira experiência e a empresa está contente porque houve união de diversos parceiros para que isso fosse possível”, disse Taha. 

O presidente da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Paranaguá, Arquimedes Anastácio, disse que a chegada do transatlântico mobilizou diversos parceiros e que isso colocará o Paraná na rota dos cruzeiros que passavam ao largo do estado nas temporadas passadas. 

“O receptivo foi bem elaborado, com participação elogiável do governo do estado e do município, com a colaboração do porto, e acredito que essa companhia leva um ótimo cartão de visitas da nossa cidade”, disse Arquimedes. 

O vice-prefeito de Paranaguá, Fabiano Elias, disse que a prefeitura colocou dez ônibus à disposição dos visitantes e preparou uma recepção com apresentações culturais e tendas para venda de artesanato na Praça de Eventos 29 de Julho. “A expectativa da Fundação Municipal de Turismo é que o grupo de turistas europeus deixe em torno de 150 mil dólares em consumo direto no comércio local em apenas um dia. 


Se fizermos um bom trabalho, vamos ver isso se repetir muitas vezes e garantir muitos empregos”, disse Elias. 

A turista alemã Marian Otterbein mostrou-se entusiasmada com sua primeira viagem ao Brasil e afirmou que tinha uma expectativa boa em poder conhecer o Paraná. “O lugar é muito bonito, as pessoas são alegres e a caipirinha é realmente uma delícia”, disse ela.







Compartilhe no Google Plus