Diamante descoberto na África do Sul é avaliado em US$ 10 milhões


Em formato de pera, o diamante de cerca
de 530 quilates foi dado como presente
ao rei britânico Edward 7º e se tornou
parte das joias da coroa.

Um raro diamante de 25,5 quilates, com valor estimado em até US$ 10 milhões (cerca de R$ 20 milhões), foi encontrado em uma mina na África do Sul.

"É muito incomum que um diamante dessa qualidade e desse tamanho chegue ao mercado", disse Cathy Malins, porta-voz da empresa Petra Diamonds, que descobriu a pedra em sua mina de Cullinan.
A mina, a nordeste de Pretória, é famosa pelo número de diamantes azuis que se originam em seu interior.

Uma pedra semelhante, de 26,6 quilates, foi descoberta pela empresa em maio de 2009 e, após ser lapidada, foi vendida por pouco menos de R$ 20 milhões em um leilão na Sotheby’s, recebendo o nome de Estrela de Josephine pelo comprador.

Diamante descoberto na África
do Sul é avaliado em US$ 10 milhões
Em 1905, o maior diamante já encontrado, o cullinan, de aproximadamente 3,1 mil quilates, foi encontrado na mesma mina. Ele foi divido em diamantes menores, sendo que o maior deles é o Grande Estrela da África – o segundo maior diamante do mundo.

Em formato de pera, o diamante de cerca de 530 quilates foi dado como presente ao rei britânico Edward 7º e se tornou parte das joias da coroa.
Compartilhe no Google Plus