Richa recebe paranaenses medalhistas do Pan 2011



Governador Beto Richa, Dayane Amaral
( ginástica artística) e Henrique Rodrigues
(natação) .Foto: Arnaldo Alves

O governador Beto Richa recebeu nesta terça-feira (25), no Palácio das Araucárias, em Curitiba, o nadador Henrique Rodrigues e a ginasta Dayane Amaral, atletas paranaenses medalhistas nos XVI Jogos Pan Americanos – competição que está sendo realizada em Guadalajara, no México. Dayane conquistou três medalhas de ouro e Rodrigues foi premiado com uma medalha de ouro e outra de bronze. Até este momento, o Brasil ocupa a segunda colocação nos jogos, com 76 medalhas, das quais 27 de ouro, 20 de prata e 29 de bronze.


De acordo com o governador, o reconhecimento a atletas é fundamental e serve como incentivo para novas gerações. “É meta do governo oferecer condições de treinamento e desenvolvimento aos esportistas paranaenses e incentivar a participação em competições”, disse. Richa ressaltou também a função social do esporte, capaz de afastar crianças e adolescentes de problemas como o álcool e as drogas.
Dayane Amaral ( ginástica artística)
Foto: Arnaldo Alves


Rodrigues, 20 anos, conquistou uma medalha de ouro no revezamento 4x100 metros e uma de bronze nos 200 metros medley. O desempenho no Pan assegurou ao atleta curitibano uma vaga para as Olimpíadas de 2016, que será realizada no Rio de Janeiro. O nadador treina desde os 5 anos, de seis a sete horas por dia. “O apoio do governo reflete uma mudança na visão da administração do esporte paranaense”, disse Rodrigues.

A ginasta Dayane Amaral voltou para Curitiba com três medalhas de ouro, conquistadas em competições de ginástica rítmica nas categorias geral, conjuntos de bola e arco e fita. Aos 17 anos, a curitibana disse que é fundamental o reconhecimento do poder público ao trabalho e esforço nos treinos e competições.

Henrique Rodrigues (natação)
Foto: Arnaldo Alves
O secretário de Estado do Esporte, Evandro Rogério Roman, avaliou a participação dos atletas como um incentivo para o desenvolvimento de políticas públicas de incentivo na área esportiva no Paraná. “Temos que nos apoiar em projetos que produzam resultados e melhorem as condições dos atletas amadores e profissionais”, disse. Roman cita como exemplo o programa Talento Olímpico do Paraná, lançado este ano pelo governador Beto Richa, que tem por objetivo incentivar o desenvolvimento de atletas com potencial para disputar as Olimpíadas de 2016 e 2020.

Henrique Rodrigues e Dayane Amaral iniciaram a carreira com recursos da Lei de Incentivo ao Esporte, da Secretaria de Esporte e Lazer de Curitiba. “É gratificante ver os bons resultados obtidos por atletas que utilizaram a Lei de Incentivo para se profissionalizar. Temos expectativa de realizar em conjunto com o Governo do Estado importantes parcerias na área do esporte amador e profissional”, disse o secretário de Esporte Lazer e Juventude de Curitiba, Marcello Richa.
Compartilhe no Google Plus