"Quem é moderno e tem mente aberta vai sacar o tecnobrega", diz Gaby Amarantos


Augusto Gomes, iG São Paulo

Em 2012, a cantora paraense Gaby Amarantos promete botar o Brasil para tremer. No início do ano, seu primeiro álbum solo, intitulado "Treme", chega às lojas.

No repertório, uma pequena amostra da música do Pará: além do tecnobrega que a tornou conhecida a partir de 2002, a artista promete uma boa dose de guitarrada, carimbó, lambada e outros ritmos pouco conhecidos no sul do país.

"A ideia é trazer essa sonoridade da nova música paraense, que vai além do tecnobrega", adianta a cantora em entrevista ao iG. "Mas com uma linguagem moderna, com batidas eletrônicas, sintetizadores, samples."

Cantora paraense prepara primeiro disco solo e define sua música como "uma coisa meio índio high-tec";
Em 2012, a cantora paraense Gaby Amarantos promete botar o Brasil para tremer. No início do ano, seu primeiro álbum solo, intitulado "Treme", chega às lojas.


No repertório, uma pequena amostra da música do Pará: além do tecnobrega que a tornou conhecida a partir de 2002, a artista promete uma boa dose de guitarrada, carimbó, lambada e outros ritmos pouco conhecidos no sul do país.

"A ideia é trazer essa sonoridade da nova música paraense, que vai além do tecnobrega", adianta a cantora em entrevista ao iG. "Mas com uma linguagem moderna, com batidas eletrônicas, sintetizadores, samples."

Entrevista completa acesse Aqui

Assista abaixo ao clipe de "Xirley", de Gaby Amarantos:



Compartilhe no Google Plus